ONG Parceira do PortoWeb

Biorregião de Porto Alegre/Itapuã


Nos morros da biorregião do extremo sul de Porto Alegre e Itapuã, já no município de Viamão, remanescentes da vegetação natural de campos e florestas encontram-se preservados enquanto que, nas áreas planas, originalmente ocupadas por matas e banhados, se destacam as áreas de produção rural entremeadas por pequenas áreas florestais e matas ciliares. A manutenção desses fragmentos florestais, ao longo de toda a região, é fundamental para que ocorra o trânsito de animais e plantas, processo essencial para a conservação das espécies.

No caso dos morros São Pedro, Quirinas e da Extrema (sul de POA), muitas propriedades ainda possuem mais da metade de sua área preservada, fazendo desses morros os mais conservados da capital. Nesses locais, que apresentam ricas áreas de campo nativo e exuberantes florestas, ainda é comum o avistamento de bugios, graxains, aracuãs e ocasionalmente, aves raras, como o tangará dançador.

O Programa Macacos Urbanos, grupo interdisciplinar de Pesquisa e Conservação do bugio-ruivo (UFRGS), trabalha na região desde 1993. Seus estudos demonstram a importância dessa área para a conservação local do bugio-ruivo, espécie ameaçada de extinção no Estado do Rio Grande do Sul.

Esses mesmos estudos também ressaltam a necessidade de estabelecer corredores ecológicos na região, garantindo a conexão dos Morros São Pedro/Extrema com os demais morros, bem como com a Reserva Biológica do Lami – José Lutzenberger e com o Parque Estadual de Itapuã, viabilizando, dessa forma, a conservação da paisagem e de todos os seus elementos naturais dessa belíssima biorregião.

Conheça mais sobre o ambiente natural da região!




A+-     A  ?
» Contatos

Porto Alegre - RS


(51) 9195.0910


Fale conosco








Desenvolvimento PROCEMPA